Normandia Nua (Normandie nue, 2018) – Crítica
Normandia Nua

Normandia Nua é daquelas comédias leves, bobas e esquecíveis. O longa não comete grandes erros, só tem uma pretensão bem baixa. O mote daqui é bem simples: um fotógrafo renomado, especialista em multidões nuas, acaba parando em uma cidade pequena da Normandia e propõe tal evento para o Prefeito local. Este, dado que a região passa por uma crise financeira, decide topar a empreitada para gerar mais mídia. Basicamente o filme é ele tentando convencer a parte conservadora da cidade a participar.

Como uma camada a mais, temos um passeio pelos habitantes da cidade fornecendo características e pequenos dramas para além do tirar ou não tirar a vestimenta. Esses arcos jamais pesam ou tem uma grande profundidade. Estão ali para simpatizarmos com aquelas figuras e dar um ar mais vivido para o local.

Normandia Nua

O primeiro ato demora um pouco para engrenar e traz alguns elementos dispensáveis. Tanto que eu achava que o filme ia para o lado x e ele abandona e vai para o y. Já o segundo ato se repete e dá alguma barriga para o longa. Os minutos finais trazem apenas movimentos óbvios. Nenhum erro crasso, mas condições que deixam Normandia Nua sambando.

Por exemplo, um dos problemas cai na conta do quão explícito o filme é (e não me refiro aos corpos desnudos). Já era plenamente entendível que os trabalhadores estavam “nus” diante da situação sócio-econômica. Mesmo assim, eles fazem a comparação. Depois ainda a reiteram de maneira ainda mais didática.

Por conta de algumas personalidades exageradas, o riso vem fácil. A própria situação pouco comum também permite algumas piadas. Mas nada memorável, além do que muitos desses momentos são antecipáveis. E quando a gente canta a piada antes dela ocorrer, a coisa perde força.

Apesar dos nus frontais, o filme é quase para a família, daqueles que passariam em uma sessão da tarde. Não há grandes arroubos técnicos. Normandia Nua pode render uma sessão preguiçosa e que vale o ar condicionado e a pipoca.

Not rated yet!

Normandy Nude

20181 h 45 min
Overview

Georges Balbuzard (François Cluzet) é o prefeito da pequena cidade de Mêle sur Sarthe, na Normandia, onde os agricultores vêm sofrendo cada vez mais por conta de uma crise econômica. Quando o fotógrafo Blake Newman (Toby Jones), conhecido por deixar multidões nuas em suas obras, está passando pela região, Balbuzard enxerga nisso uma oportunidade perfeita para salvar seu povo. Só falta convencer os cidadãos a tirarem a roupa.

Metadata
Director Philippe Le Guay
Writer Philippe Le Guay, Olivier Dazat
Author
Runtime 1 h 45 min
Country  France
Release Date 10 janeiro 2018

Nota do Razão de Aspecto

 

O que você achou?

 
[Total: 0    Média: 0/5]