13 Reasons Why – Terceira Temporada – Com Spoilers

13 Reasons Why chegou à terceira temporada cambaleante, tentando tratar de tudo ao mesmo tempo, com a mesma irresponsabilidade de sempre. Se a primeira temporada, com seus méritos e deméritos, foi, no mínimo, controversa, e a segunda temporada foi temerária na sua abordagem dos tiroteios em massa; a terceira temporada ultrapassa todos os níveis de irresponsabilidade, ao optar pela romantização do “justiçamento”.

Que mensagem a série quer passar para o seu público?! No final, temos um grupo de jovens adultos que encobriu um assassinato, culpou outra pessoa injustamente – a despeito dos crimes que ela mesma havia cometido – e sentiram que fizeram a coisa certa. Em outras palavras: matar por vingança vale a pena, fazer justiça com as próprias mãos é correto, e culpar um terceiro é válido, se for livrar seus amigos da cadeia.

Confira as críticas das temporadas anteriores:

Primeira Temporada

Segunda Temporada

Os problemas não se resumem ao conteúdo da temporada. 13 Reasons Why erra em muitas escolhas: Ani, a nova aluna da escola, que sustenta a linha narrativa com seu depoimento, não passa de um recurso de roteiro forçado e artificial – além de não ter nenhuma química seja com Clay, seja com Bryce; os primeiros oito episódios se arrastam e são repetitivos; a série optou por tratar de muitos temas ao mesmo tempo, incluindo cultura do estupro, imigração, posse de armas, homossexualidade e drogas, sem conseguir se aprofundar como gostaria em nenhum deles; e, em, alguns momentos, esta temporada de 13 Reasons Why parece Assassinato no Expresso Oriente, de Agatha Christie, na tentativa de envolver todos os personagens no assassinato.

Felizmente, 13 Reasons Why tem alguns méritos, ou eu não teria conseguido terminar a temporada. O primeiro, e mais importante, está na escolha de desconstruir o estereótipo do vilão malvado, ao humanizar Bryce e Monty. Ao longo dos episódios, entendemos a origem de seus problemas e as razões de suas escolhas. Podemos testemunhar a tentativa de Bryce de melhorar, de buscar perdão, ainda que com oscilações. Não, Bryce não se torna apenas uma vítima para o público, mas ganha mais camadas de personalidade. Monty, por sua vez, tem um destino trágico, resultado da sua brutalidade e da dificuldade de lidar com os próprios desejos. Outro ponto alto está no arco dramático de Tyler, que faz o contraponto positivo de todo o peso dramático da narrativa desta temporada.

Tecnicamente, 13 Reasons Why fez escolhas sofisticadas na fotografia e na montagem, ao alternar a paleta quente de cores para representar o passado e a paleta fria para representar o presente e alterna a razão de aspecto (formato da tela), com o mesmo objetivo. Além disso, a sequência de cortes contínuos, baseados em raccord , foi precisa e elegante. O elenco se destaca , com grandes atuações de Devin McKenzie Druid (Tyler), Dylan Minnette (Clay), Brandon Flynn (Justin), Al;isha Boe (Jessica), Miles Hazer (Alex), Juntin prentice (bryce), e Timothy Granaderos (Monty). Por fim, nos últimos quatro episódios, quando a história afunila 13 Reasons Why melhora muito e entrega, finalmente, o suspense que prometia.

13 Reasons Why terá a quarta temporada, anunciada como a última da série. Provavelmente, tratará do falso testemunho contra Monty e das armas de Tyler. Espero, mas não acredito, que a série tenha mais responsabilidade no tratamento dos temas e que melhore a qualidade de sua narrativa. Como eu disse nesta lista, 13 Reasons Why fica muito abaixo de Euphoria em qualidade de capacidade de tratar dos mesmos temas.

 

 

 

 

 

Not rated yet!

13 Reasons Why

Overview

Quem matou Bryce Walker?

Metadata
Director
Writer
Author
Runtime
Country
Release Date
Actors
Starring: —

Nota do Razão de Aspecto

 

O que você achou?

 
[Total: 1    Média: 3/5]