Os 3 Piores Filmes de Janeiro de 2019
Janeiro Piores Dragon Ball

Janeiro tradicionalmente tem muita coisa boa, mas não é só de Oscar que vive o cinema. Confira quais são as bombas do mês.

Veja todas as nossas críticas dos filmes indicados ao Oscar 2019

Como é a primeira lista do ano vale as ressalvas: este é um ranking pessoal, provavelmente não vai coincidir com a tua e nem com a dos outros autores do site. Coloque nos comentários qual é o teu top 3… Vale para o ranking filmes lançados nos cinemas brasileiros em circuito comercial e também longas originais Netflix.

Veja também a nossa lista dos melhores do mês

Vi 23 filmes no cinema em janeiro e mais 7 originais Netflix lançados no período.

Menção (des)honrosa: três originais netflix tem potencial para estar na lista: IO, uma ficção científica entediante e com a sensação de ir do nada ao lugar algum, além de ter um final aberto “espertinho”. Revenger é só uma pancadaria com um roteiro com mais furos que os próprios inimigos. Lionheart: uma história boba, com uma péssima direção de atores e personagens estereotipados. 

VAMOS AO PÓDIO:

3- MÁQUINAS MORTAIS:

Máquinas Mortais

É o exemplo mais típico do que um blockbuster tem de pior a oferecer. Efeitos caros (e não necessariamente bons), explosões e uma história pífia. A premissa de cidades engolindo cidades é mal desenvolvida. TODOS os diálogos e movimentos são antecipáveis. Há um desfile incontável de frases de efeito, olhares fixos para a câmera (o popular carão) para declamar tais pensamentos, enquanto o mundo se explode atrás.

Veja a nossa crítica completa de Máquinas Mortais

2- EU SOU MAIS EU:

Eu Sou Mais Eu Kéfera

Check list do clichê, Eu Sou Mais Eu, estrelado pela Kefera, traz uma premissa batida (uma espécie de Um Conto de Natal) e consegue errar em vários momentos. Os personagens são rasos e se encaixam de forma muito quadrada. A transformação da protagonista ocorre em um momento óbvio, mas o real motivo da mudança é oculto. O humor é pobre e baseado nos mesmos tipos de gag. A parte musical é torta (com referências que não condizem com a época). Tudo é exagerado e forçado, até para os padrões do gênero.

Veja a nossa crítica completa de Eu Sou Mais Eu

1 – DRAGON BALL SUPER: BROLY:

Dragon Ball Super: Broly

Este estar no topo da lista já sei que vai dar polêmica. Mas deixe eu explicar: como fã eu vibrei e me diverti. Se para você isso basta, ok, então teve uma boa experiência. Porém este é um site de crítica de filmes e temos que separar o lado fã do lado crítico (quando as duas coisas coincidem, que ótimo…contudo, não foi o caso aqui). A história estava indo ok, cambaleante, mas ok. Até que há um salto temporal inexplicável e que deixará qualquer não fã desnorteado – e se está sendo exibido no cinema, tem-se que considerar todos os públicos, não pode ser um episódio esticado voltado para um nicho. Além disso, há quase uma hora de luta e um vazio narrativo. A luta nem é cinematograficamente tão inventiva assim para justificar o tempo em tela.

Veja a Nossa Crítica Completa de Dragon Ball Super: Broly

E para você, quais os piores filmes de Janeiro? 

Nos sigam também no Facebook e no Youtube

Vejam todas as nossas críticas dos filmes lançados em Janeiro:

A Favorita
Homem-Aranha no Aranhaverso
A Esposa
Creed II
Assunto de Família
Como Treinar Seu Dragão 3
Green Book: O Guia
Temporada
A Nossa Espera
WiFi Ralph: Quebrando a Internet
Amigos Para Sempre
Meu Querido Filho
Vice
Lizzie
O Peso do Passado
Vidro
Normandia Nua
Boi de Lágrimas
O Manicômio
Máquinas Mortais
Eu Sou Mais Eu
Dragon Ball Super: Broly

Posts relacionados
  • 31 out 2016
  • 0
Trolls funciona para o público-alvo, crianças com menos de 10 anos. Para os adultos, nem tanto… Pegue todas as cores do mundo, canções a cada piscada...
  • 10 jan 2017
  • 0
Estados Unidos pelo Amor é um filme frio. Frio na fotografia. Frio na direção. Frio na abordagem dos temas. Ao mesmo tempo, é denso e...
  • 29 jan 2017
  • 0
O Ídolo não sabe como apresentar a própria trama e desperdiça uma boa história. Fui ver O Ídolo sem saber do que se tratava e tive...