Maio foi um mês muito bom para o cinema (muito melhor que abril, por exemplo). Vários filmes ficaram entre o bom e o excelente. Confiram a nossa lista com os melhores filmes de Maio.

Contudo, o mês também teve as tradicionais pérolas. Alguns longas escorregaram feio e deixaram a desejar em vários aspectos. Você tem algum para entrar nessa lista? Concorda com a nossa seleção? Deixe aí nos comentários.

Lembrando sempre que a lista é individual do autor deste post, no caso eu, Lucas Albuquerque, não representando a voz de todo o Razão de Aspecto, os demais autores podem por ventura ter outros longas no top 3.

Vamos à lista de Maio:

3) O DIA DO ATENTADO (PATRIOTS DAY)

O Dia do Atentado foi baseado no fatídico atentado na Maratona de Boston. A proposta foi clara de enaltecer o jeito como os locais deram a volta por cima, mas no fim acabou que ficou um filme para americano ver. O bom elenco é muito mal aproveitado pela direção. Direção aliás que é o grande problema aqui. As cenas de ação, como o atentado em si e uma perseguição posterior, soam falsas e com uma movimentação estranha. Típico caso que a (trágica) história real supera e muito a arte.

Confira a crítica completa do longa O Dia do Atentado

2) UM HOMEM DE FAMÍLIA (THE HEADHUNTER’S CALLING)

O ruim e velho clichê criança com câncer + pai trabalhador que não liga pra família. Filme para os corações fracos chorarem. O meu chorou de tristeza por ver uma história tão rasa e medíocre. TODOS os movimentos previsíveis estão ali em Um Homem de Família. A mensagem é tão batida que desce ainda a nota. O subtexto religioso é injustificado. Os personagens monotônicos também. Enfim: filme para quem se contenta com lágrimas fáceis a partir de recursos cretinos.

Confira a crítica completa de Um Homem de Família

1) NINGUÉM ENTRA, NINGUÉM SAI

E pelo segundo mês consecutivo um filme nacional lidera a lista dos piores do mês (veja aqui a lista dos piores de Abril). A comédia Ninguém Entra, Ninguém Sai, pega toda a sorte de trocadilhos bobos com sexo e os utiliza para arrancar risos do público – na sessão que eu estava ninguém gargalhou. O filme tem arcos estranhos e uma premissa ruim, com um desenvolvimento pior ainda – a conclusão, bem a conclusão é triste….. Os bons comediantes que integram o elenco fazem mais do mesmo e não tem o carisma que normalmente entregam. Besteirol de quinta, típico filme que “mancha” a fama do nosso cinema.

Confira a crítica completa de Ninguém Entra, Ninguém Sai

————————————————————————————————————————-

Filmes bem diferentes, mas igualmente ruins, infelizmente…. Tomara que o mês de junho seja menos desgostoso…. Não esqueça de deixar nos comentários quais “bombas” você viu em Maio.

Posts relacionados
  • 22 jan 2017
  • 1
    No terceiro dia do Festival de Sundance, tivemos o melhor e o pior filme até o momento. Os estrangeiros surpreenderam!   Before I...
  • 17 set 2017
  • 4
50º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro começou a todo vapor. O Razão de Aspecto já conferiu todos os 14 filmes exibidos, encontrou celebridades e...
  • 4 fev 2019
  • 0
This is not Berlin / Mexico (Director: Hari Sama; Screenwriters: Rodrigo Ordóñez, Hari Sama, Max Zunino; Producers: Ale García, Antonio Urdapilleta, Hari Sama, Verónica Valadez P.;...