NETFLIXING: MARIAS: A FÉ NO FEMININO (2016) – CINEMA EM UM PARÁGRAFO

Marias: a fé no feminino esteve nos cinemas em novembro, mas já chegou na Netflix. O documentário brasileiro retrata a relação de vários países da América Latina com o símbolo católico da Virgem Maria. As entrevistas são fornecidas por pessoas chamadas Maria (inclusive homens cujo nome é José Maria). Apesar claro do longa trazer muitas referências religiosas ele não se detém a elas. A abordagem é principalmente cultural. Quando Marias: a fé no feminino cai no discurso de ex-ateu que se converteu perde-se força. Quando o foco está em como cada sociedade representa a mitologia a coisa funciona melhor. Destaque para o trecho onde se traça um paralelo com as mães solteiras e a adoração à Maria. Um depoimento de uma fiel da Nicarágua chama atenção: ela, muito fervorosa, questiona todos os dogmas envolvendo a Maria, desde o manto azul até a virgindade. As cenas de transição pouco acrescentam na contextualização tiram espaço dos bons depoimentos colhidos. Parece que a diretora Joana Mariani não quis se desapegar das filmagens feitas e acabou esvaziando a própria obra. O ponto mais forte é que Marias é feminista o tempo inteiro e não soa panfletário, religioso sem quase nunca se prestando a uma ladainha, íntimo e universal. Nota: 3,5/5

Para mais cinema em um parágrafo de filmes da Netflix:

Posts relacionados
  • 7 mar 2017
  • 1
Personal Shopper é pior que Crepúsculo…. Gênero: Drama Direção: Olivier Assayas Roteiro: Olivier Assayas Elenco: Abigail Millar, Anders Danielsen Lie, Audrey Bonnet, Aurélia Petit, Benjamin...
  • 27 dez 2016
  • 0
Minha Mãe é uma Peça 2 atira para todos os lados e não atinge coisa alguma. Gênero: Comédia Direção: André Pellenz Roteiro: Fil Braz, Paulo Gustavo, Rafael Dragaud...
  • 13 out 2016
  • 0
Chegou aos cinemas do Brasil mais um filme argentino, coincidentemente estrelado por Ricardo Darín, algo incomum, não é mesmo? 🙂  Embora não seja um dos...