Netflixing: TOO LATE (2015) – Cinema em um parágrafo

 

Too Late causa uma primeira impressão confusa. Nos primeiros minutos, parece um filme trash, pretensioso e mal executado. Uma imitação barata de filmes policiais dos anos 70. De repente, um evento muda toda a perspectiva, e o espectador é jogado na narrativa de um noir moderno. Está tudo lá: o protagonista anti-herói bizarro, a mulher de caráter duvidoso, o antagonista mórbido, a atmosfera sombria e o cenário completo do submundo, neste caso, de Los Angeles. Tudo isso reunido em uma história de crime contada de forma não linear, que consegue surpreender. A bizarrice fica completa com as interpretações, que são propositalmente grandiloquentes – isso pode incomodar. Se você gosta de se arriscar com filmes diferentes, este é o certo pra você. Nota 3,5/5.Para mais cinema em um parágrafo de filmes da Netflix:

Blue Jay

A História Real de um Assassino Falso

7 Años

Posts relacionados
  • 3 fev 2019
  • 0
Native Son / USA. Director: Rashid Johnson; Screenwriter: Suzan-Lori Parks; Produced by Matthew Perniciaro, Michael Sherman; Principal Cast: Ashton Sanders, Margaret Qualley, Nick Robinson, KiKi Layne, Bill...
  • 4 fev 2016
  • 0
Esquentando a pipoca pro Oscar, eis nosso primeiro vídeo de expectativas. Na semana da premiação, publicaremos nossas preferências e apostas em cada categoria.
  • 13 jun 2014
  • 0
Em sua primeira aula sobre teoria, linguagem e crítica cinematográficas, o mestre Pablo Villaça pergunta aos alunos o que os motivou a procurar o curso....