TROLLS (2016) – Cinema em um Parágrafo
Trolls funciona para o público-alvo, crianças com menos de 10 anos. Para os adultos, nem tanto…

Pegue todas as cores do mundo, canções a cada piscada e jogue alegria – às vezes purpurina – em quem passar. Esses são os Trolls. Em uma fórmula muito simples com a mensagem, em boa parte do filme, de ser feliz o tempo todo e alguma dose de “a felicidade está dentro de ti”, a nova animação que está em cartaz traz pouco para o público mais velho. Várias canções pops famosas poderiam agraciar o público, mas elas são traduzidas e produzem um efeito desarmônico um tanto incômodo. Os personagens até se transformam ao longo da trama, porém em mudanças óbvias. Alguns trechos são corridos e outros dão sono. A comédia pode arrancar alguns sorrisos dos menos exigentes e mais afeitos ao humor físico e “fofo”, contudo nada marcante. Caso vá neste filme o faça para levar alguém recém saído das fraldas. Como divertimento próprio, opções como ótimo Kubo e As Cordas Mágicas e até o médio Cegonhas podem ser mais vantajosa para curtir junto com as crianças. NOTA: 2/5.

Leia a fica técnica aqui.


Quer mais Cinema em Um Parágrafo? Confira:

Raça (2016)

Posts relacionados
  • 20 out 2016
  • 0
Um Namorado Para a Minha Mulher foi o último longa do ator Domingos Montagner que faleceu mês passado. Um pouco depois do lançamento de Um...
  • 15 jun 2014
  • 1
Lista Atualizada em 27/08/2016 Como primeira contribuição para Razão de Aspecto, decidi não tratar de um filme. Preferi discutir a obra de um diretor que...
  • 7 mar 2017
  • 1
Personal Shopper é pior que Crepúsculo…. Gênero: Drama Direção: Olivier Assayas Roteiro: Olivier Assayas Elenco: Abigail Millar, Anders Danielsen Lie, Audrey Bonnet, Aurélia Petit, Benjamin...