KOBLIC (2016)-CINEMA EM UM PARÁGRAFO
Chegou aos cinemas do Brasil mais um filme argentino, coincidentemente estrelado por Ricardo Darín, algo incomum, não é mesmo? 🙂  Embora não seja um dos seus melhores trabalhos, Darín nos apresenta um personagem complexo, cuja crise de consciência é o gatilho que dispara a trama. Trata-se de um filme lento, mas que justifica sua lentidão pela própria natureza do cenário- uma desolada e minúscula  cidade de interior na Argentina, no final da década de 1970. O tempo lento do filme é o tempo da narrativa. Se você quer um filme agitado, talvez fique incomodado, ainda que o último ato melhore muito nesse sentido. Inferior ao trabalho anterior do diretor, o excelente Um Conto Chinês, Koblic faz uma boa mistura de estudo de personagem com suspense e realiza mais um acerto de contas da Argentina com sua história recente.  Nota 4/5.
 
Leia a fica técnica aqui.
Quer mais cinema em um parágrafo? Confira:
Posts relacionados
  • 17 dez 2017
  • 4
É inevitável. Depois de todo lançamento de um filme da franquia Star Wars, acabamos comparando o novo com o velho. Os últimos Jedi é uma continuação digna...
  • 26 jan 2016
  • 2
Mais três filmes de Sundance no Razão: Little Men, Complete Unknown e Outlaws and Angels.
51º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro
  • 18 set 2018
  • 0
No quarto dia do 51º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro foram exibidos, na Mostra Competitiva, 2 filmes: o curta Mesmo com Tanta Agonia e...