Os Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas (2018) – Crítica
Os Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas

Imagine um filme de herói que possua as seguintes características: quebra de quarta parede, humor como cerne, referências, personagens poucos conhecidos, clichês bem usados e desvirtuados, além de protagonistas falhos. Estaria eu falando de Guardiões da Galáxia? Deadpool? Até poderia, mas como você sabe o assunto aqui é Os Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas. A nova animação possui todos esses adjetivos e até cita os colegas de gênero que compartilham do mesmo caminho.

Para além de um mero episódio espichado (medo sincero que eu tinha de se limitar a tal), os Diretores Aaron Horvath e Peter Rida Michail conseguem usar tudo que têm à disposição, desde recursos gráficos – dentro da proposta – até, e principalmente, a liberdade para brincar com a DC, outros universos da Warner e até de estúdios rivais. Sim, há diversos easter egg e piadas envolvendo Batman, Superman, Mulher Maravilha e outros heróis, além de um momento impagável de um filme clássico da Disney (um dos mais queridos) e uma referência a uma trilogia bastante amada e incontáveis detalhes escondidos.

Os Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas

Mais do que uma piada pela piada, (quase) tudo isso está envolto com um roteiro consistente e redondinho. A premissa aqui tem um ponto de partida muito micro: Robin quer ser astro de cinema (com isso temos diversos momentos de metalinguagem) e sair da sombra de um mero ajudante do Batman. Ou seja, boa parte do filme trata da questão da afirmação da equipe e principalmente do menino prodígio, já que só os HERÓIS tem a honra de aparecer na telona. A partir daí é que a coisa toma proporções maiores, ainda assim sem se perder.

Os Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas tem clichês e não se furta a utilizá-los. Contudo, atento ao tom consegue até desvirtuá-los. Por exemplo, brinca com a necessidade de o protagonista ter um arquirrival (aliás a brincadeira é um dos motores do longa). Outro ponto que o filme sabe se equilibrar é em criticar a própria origem dos heróis e pensar em alternativas a eles. Uma das melhores sequências envolve o Batman com a família.

Elogiável, também, é o potencial de atingir vários públicos. Exige-se sim um mínimo conhecimento dos heróis, enquanto estamos falando da trindade da DC é quase impossível que alguém não os conheça. Mas consciente que nem todos identificam de cara Ravena, Ciborgue, Mutano e Estelar, há uma breve e orgânica apresentação. Com isso, permite que mesmo quem está tendo contato pela primeira vez não se sentirá perdido – e por ser concisa, não fica tão redundante para os fãs antigos.

Os Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas

Nessa linha, a amplitude do público-alvo também atinge a questão etária. Por um lado temos traços coloridos e piadas com flatulências (que diga-se bem utilizadas, pra minha surpresa), por outro referências e questionamentos voltados ao público mais velho. No meio disso, o filme ainda consegue não tratar o público infantil como idiota – coisa que diversas produções fazem – e ainda arremata com um texto final muito sagaz. Típico programa para a família. E melhor filme de herói de 2018, até agora…

E sim, se um dos objetivos de Robin e dos outros Jovens Titãs era ser reconhecido pela Liga da Justiça, pode-se afirmar que eles superam e muito os ídolos, pelo menos nas versões mais recentes de ambas as equipes….

OBS: infelizmente a versão para a imprensa (e acredito que a maior parte das sessões para o público) foi dublada.  Independente das vozes serem melhores ou piores que a original é uma pena que não possamos ter contato com o material pensado pelos responsáveis pelo filme. Não quero desmerecer os dubladores locais não é esse o ponto. Porém fica uma avaliação completamente enviesada não escutarmos as vozes, nomes e canções. Além desse problema inerente às dublagens, neste filme em específico há uma piada importantíssima que se perde completamente na dublagem para o português, além de a voz de uma das personagens está alterada no momento de diálogo e de canções.

Not rated yet!

Teen Titans Go! To the Movies

20181 h 24 min
Overview

Robin, Ciborgue, Estelar, Ravena e Mutano são os Jovens Titãs. Ao perceberem que todos os super-heróis estão estrelando filmes, eles decidem se mobilizar para também ter espaço nas telonas. O líder do grupo, Robin, está determinado a ser visto como um astro e com ideias malucas e até uma canção eles partem em busca de um diretor de Hollywood, mas acabam enganados por um supervilão.

Metadata
Director Aaron Horvath, Peter Rida Michail
Writer Michael Jelenic, Aaron Horvath
Author
Runtime 1 h 24 min
Release Date 27 julho 2018

Nota do Razão de Aspecto

 

O que você achou?

 
[Total: 0    Média: 0/5]