O Mínimo para Viver (To The Bone, 2017) – Crítica
Posters para "To the Bone"

O Mínimo para Viver foi uma péssima escolha do  nome comercial de  To the Bone no Brasil: Até os Ossos, uma tradução literal, descreve muito melhor não só o tema do filme, mas também a forma como a jornada da protagonista se desenvolve. Neste caso, a Netflix Brasil pisou na bola. A produção teve sua première mundial no Festival de Sundance 2017, quando teve seus direitos adquiridos pela Netflix, com a cobertura do Conexão Sundance, in loco.

O filme trata de um tema incômodo e polêmico: a anorexia e suas consequências para o doente e para a sua família. O ponto alto do filme são as atuações:  Keanu Reaves interpreta um médico de métodos heterodoxos, e Lily Collins interpreta Ellen, a protagonista que sofre de distúrbio alimentar, ambos em atuações consistentes. Lily Collins, especialmente, fez um esforço físico de transformação incrível, literalmente emagrecendo até os ossos -algo parecido com o que Christian Bale fez em O Operário, excelente suspense de 2004.  Haja comprometimento com o método para fazer esse papel.

Apesar do tema interessante, o filme é convencional na linguagem e na abordagem, ao fazer uso de todos os clichês de filmes que acompanham personagens em tratamento. Sempre que a narrativa quase implora por aprofundamento dramático, o diretor opta pela saída mais fácil e palatável para o público médio. Assim, perde força e qualidade, embora mantenha relativo valor de entretenimento, mesmo discutindo um tema, digamos, desconfortável.

O dilema familiar, a resistência da protagonista, a internação, a paixão por outro paciente, a dificuldade de integração ao grupo para, posteriormente, tornar-se um membro da “família” e um desastre com um dos personagens são alguns do elementos previsíveis de O Mínimo para Viver . Tudo  está lá. Didaticamente, o estilo narrativo lembra muito A Culpa é das Estrelas. Felizmente, o filme ainda é agradável e passa sua mensagem, sem glamourizar ou estereotipar os distúrbios e os pacientes. Quem curtir o filme baseado na obra de John Green, vai gostar de O Mínimo para Viver.

 

Assista o vídeo da cobertura do festival O Mínimo para Viver no Conexão Sundance:

 

Not rated yet!

To the Bone

Overview

Uma jovem (Lily Collins) está lidando com um problema que afeta muitos jovens no mundo: a anorexia. Sem perspectivas de se livrar da doença e ter uma vida feliz e saudável, a moça passa os dias sem esperança. Porém, quando ela encontra um médico (Keanu Reeves) não convencional que a desafia a enfrentar sua condição e abraçar a vida, tudo pode mudar.

Metadata
Director Marti Noxon
Writer
Author
Runtime
Release Date 22 janeiro 2017

Nota do Razão de Aspecto

 

O que você achou?

 
[Total: 6    Média: 2.7/5]