Minha Vida em Marte (2018) – Crítica
Posters para ""

Minha Vida em Marte conta a história de Fernanda (Monica Martelli), uma mulher de 45 anos que está em vias de terminar o relacionamento com Tom (Marcos Palmeiras) e usa como confidente o amigo Aníbal (Paulo Gustavo). O longa traz os mesmos diálogos e situações clichês que já vimos um milhão de vezes neste tipo de obra.

Sim, você vai rir em diversas cenas. Alguns podem alegar que isso basta para um filme. E como público não estarão errados em afirmar isso, pagou o ingresso para ter uma experiência x e agradou, então estão valendo. Mas temos que olhar outros aspectos técnicos e narrativos. Não só considerar o riso, mas o como chegamos lá. Basicamente aqui é pela identificação secundária que certos momentos universais podem causar e pelo carisma do ator Paulo Gustavo.

Não há um fio narrativo sólido. As sequências parecem conjuntos de esquetes ou capítulos de séries. Os personagens estão em um ambiente  fazendo algo e do nada aquele arco é abandonado. Um exemplo é a filha. A personagem é esquecida em parte do longa quando o foco não está na casa. Corta-se para um outro ambiente (onde vemos piadas, em geral relacionadas à caça da protagonista ou do jeito debochado do amigo). O ciclo é repetido várias vezes. Os personagens não têm camadas, os aprendizados são esquemáticos e até possíveis reviravoltas são antecipáveis.

Como se não bastasse o roteiro simplório, uma narração da protagonista torna tudo (ainda mais) mastigado. A velha muleta de guiar o público na ânsia de explicar cada sentimento. Tal ferramenta é um atestado de que a produção não conseguiria transmiti-los de forma mais orgânica. O flashback também é usado para revemos o que acabamos de assistir.

Minha Vida em Marte é uma das obras mais esquecíveis do ano e que facilmente entrará para a lista dos piores filmes de 2018.

Not rated yet!

Minha Vida em Marte

Overview

Fernanda (Monica Martelli) está casada com Tom (Marcos Palmeira), com quem tem uma filha de cinco anos, Joana (Marianna Santos). O casal está em meio ao desgaste causado pelo convívio por muitos anos, o que gera atritos constantes. Quem a ajuda a superar a crise é seu sócio Aníbal (Paulo Gustavo), parceiro inseparável durante a árdua jornada entre salvar o casamento ou pôr fim a ele.

Metadata
Director Susana Garcia
Writer
Author
Runtime
Country
Release Date 27 dezembro 2018

Nota do Razão de Aspecto

 

O que você achou?

 
[Total: 1    Média: 3/5]