Homem-Formiga e Vespa (2018) – Crítica
Posters para ""

Homem Formiga e a Vespa é claramente uma comédia, embora oscile, frequentemente, no tom da narrativa e não se assuma completamente como galhofa, como os filmes dos Guardiões da Galáxia  e Thor Ragnarok. Se, para muitas pessoas, a galhofa é um defeito, para mim a galhofa assumida e bem executada resultou nos melhores filmes do Universo Cinematográfico Marvel (UCM).

Todos sabemos que a comédia (assim como o terror) tem resultado muito subjetivo. Aquilo é engraçado para algumas pessoas não o é para outras. Entretanto, não posso desconsiderar que, ao longo do primeiro e do segundo atos, portanto, por quase 1h30min de filme, nenhuma piada me fez rir, e uma ou duas piadas me levaram a um leve sorriso. Felizmente, no último ato, a sequência final eleva o nível da comédia, ao combinar o texto com a brincadeira com a escala das coisas, ou seja, enquanto o roteiro investiu na tentativa de transformar Paul Rudd em Robert Downey Jr, o efeito foi medíocre.

Os problemas do roteiro, infelizmente, não se resumem à oscilação de tom. Temos muitos arcos paralelos que parecem se encaixar à força dentro da própria narrativa (imagine um cilindro forçosamente encaixado dentro de um cubo), os vilões são fracos, embora a motivação de um deles seja justa, e tão alardeada ligação com Vingadores 4 aparece somente na cena pós-créditos, ainda que seja importante para o desenvolvimento da sequência da batalha contra Thanos.

Como grande ponto positivo, as atuações estão acima da média para filmes do gênero. Paul Rudd faz um personagem carismático, Evangeline Lilly expressa força e sarcasmo, Michael Douglas está bem e Michael Peña, assim como os demais atores do seu núcleo, tem excelente timing cômico, muito embora o personagem seja nada mais que um reunião de clichês bem utilizados de amigo-neurótico-meio burro-mas-gente boa-que-ajuda-no-final. Lawrence Fishburne e Michelle Pfeifer, por sua vez, mereciam mais tempo de tela e melhor desenvolvimento dos personagens.

No quesito cenas de ação, Homem Formiga e a Vespa não tem a inventividade de um Vingadores: Guerra Infinitamas sabe fazer uso da mudança de escala dos objetos em ótimas sequências de perseguição, além de algumas excelentes piadas baseadas em movimentos na praia e no mar, naquilo que constitui a melhor sequência do filme. Homem Formiga e a Vespa, embora seja trôpego nos primeiros 2/3 de projeção, termina no ápice, com um bom efeito dramático e um razoável efeito cômico.

Homem Formiga e a Vespa está muito longe de ser um dos melhores filmes do UCM, mas é divertido, bem inserido no contexto das obras relacionadas e desenvolve um personagem simpático e querido do público.

 

Not rated yet!

Homem-Formiga e Vespa

20181 h 58 min
Overview

Após ter ajudado o Capitão América na batalha contra o Homem de Ferro na Alemanha, Scott Lang (Paul Rudd) é condenado a dois anos de prisão domiciliar, por ter quebrado o Tratado de Sokovia. Diante desta situação, ele foi obrigado a se aposentar temporariamente do posto de super-herói. Restando apenas três dias para o término deste prazo, ele tem um estranho sonho com Janet Van Dyne (Michelle Pfeiffer), que desapareceu 30 anos atrás ao entrar no mundo quântico em um ato de heroísmo. Ao procurar o dr. Hank Pym (Michael Douglas) e sua filha Hope (Evangeline Lilly) em busca de explicações, Scott é rapidamente cooptado pela dupla para que possa ajudá-los em sua nova missão: construir um túnel quântico, com o objetivo de resgatar Janet de seu limbo.

Metadata
Director Peyton Reed
Writer
Author
Runtime 1 h 58 min
Release Date 4 julho 2018

Nota do Razão de Aspecto

 

O que você achou?

 
[Total: 4    Média: 2.5/5]