Em Busca de Fellini (2017) – Crítica
  • 05
  • 12

Federico Fellini (1920-1993) foi um diretor muito aclamado. A Estrada da Vida (1954), A Doce Vida(1960),  (1963) são algumas das obras mais notáveis dele. Em Busca de Fellini traz um drama/romance/aventura/comédia tendo como plano de fundo a obra do diretor.

Este ano tivemos diversas homenagens a figuras famosas da arte no cinema. A desconstrução de Jean-luc Godard no ótimo O Formidável, o documentário com o lado além cinema de David Lynch no David Lynch: A Vida de um Artista e até a animação sobre Van Gogh, em Com Amor, Van Gogh 

A trama segue Lucy (Ksenia Solo), 20 anos, que desde pequena tem uma criação cheia de super proteção e fantasias da mãe Claire (Maria Bello). Até que a jovem precisa ganhar o mundo profissional com as próprias pernas, mas se depara com o mundo das obras de Fellini. Ela então decide ir atrás do diretor em uma narrativa onírica de auto descoberta.

Os muitos fanservices para os conhecedores da filmografia de Fellini acabam enfraquecidos pela história rasa e boba da protagonista. E as citações podem afastar quem está engajado na história e não conhece o diretor. A falta de malícia da jovem acaba contaminando o filme como um todo (ou vice-versa), algo ocasionado possivelmente pela direção de estreia em longas de Taron Lexton. A repetição de algumas f(r)ases faz com que a coisa não ande.

Todo momento tinha alguma referência visual, às vezes em raccords forçados, de que este filme – e toda a jornada central – era uma homenagem. O resultado não é exatamente ruim, mas ficou muito pobre e explícito demais. Tinha uma deixa aqui, logo sabíamos que seria retomada depois. Todos os movimentos ficam marcados. Alguns desses momentos, contudo, geram uma genuína diversão.

As cores caem na mesma questão. Tons quentes, amarelados, quando do ambiente familiar ou na Roma fellinana e um tom mais acinzentado e fechado quando o roteiro pedia. Novamente: de modo algum errado, mas fica tudo muito simples. A trilha segue o filme quase todo, praticamente não há espaço para silêncio. O tom quase infantil corrobora com o resto.

Se o começo instiga e o tom fantasioso funciona em um segundo ato cai na mesmice. Agora o final é que derruba de vez. Em Busca de Fellini não sabe a hora de terminar, poderia ser três cenas antes, uma ou ter algo além. A coisa fica patinando e se prolongando sem muita valia. Quem sabe um dia não venha uma homenagem mais consistente?

Críticas citadas:
O Formidável
David Lynch: A Vida de um Artista 
Com Amor, Van Gogh

Not rated yet!

In Search of Fellini

Overview

Lucy (Ksenia Solo) completa 20 anos como uma jovem extremamente tímida, grudada na mãe (Maria Bello), que pouco sai de casa e dedica a maior parte do tempo a rever clássicos do diretor Federico Fellini. A grande oportunidade de sair do mundo da fantasia em que sempre viveu se dá numa viagem de autodescoberta à Itália, onde ela visita cenários de seus filmes favoritos e descobre o amor.

Metadata
Director Taron Lexton
Writer Nancy Cartwright, Peter Kjenaas
Author
Runtime
Country
Release Date 15 setembro 2017

Nota do Razão de Aspecto

 

O que você achou?

 
[Total: 0    Média: 0/5]