Desobediência (Disobedience, 2018) – Crítica
Posters para "Disobedience"

Desobediência é um drama intimista intenso, baseado nas consequências da relação transgressora das meninas Ronit e Esti quando na adolescência. Dirigido por Sebastián Lelio, também responsável pelo vencedor do Oscar de Filme estrangeiro em 2018, o impactante Uma Mulher Fantástica, Desobediência mantém o diretor dentro da sua zona de conforto temática, ao buscar expressar o universo interior de personagens discriminados por suas escolhas em relação a gênero e sexualidade, mas, desta vez, em um cenário diferente: saímos do cenário latino-americano do Chile contemporâneo e viajamos para uma comunidade judaica ortodoxa no Reino Unido.

Ambas as histórias não poderiam ser mais diferentes e, paradoxalmente, mais semelhantes. Se, em Uma Mulher Fantástica, há muita agressividade, por vezes violência física, agressões verbais e psicológicas e momentos de desespero, em Desobediência as emoções são reprimidas, as expressões, contidas, e cria-se uma tensão permanente naquele clima passivo-agressivo, com pequenas agressões verbais, olhares de julgamento e preconceito com as escolhas da protagonista Ronit, interpretada por Rachel Weisz. Por outro lado, tanto Uma Uma Mulher Fantástica quanto Desobediência retratam o conservadorismo e a incompreensão e se concentram nos universo interior dos personagens.

A contenção e a repressão de Desobediência refletem-se na técnica dessa bela obra. Na fotografia, privilegiam-se os enquadramentos fechados, de forma a destacar a emoção dos personagens, em combinação com alguns planos gerais em ambientes fechados, como forma de representar a força do grupo e a repressão social a que aqueles personagens estão submetidos seja por escolha própria, seja por falta de alternativa. Além disso, Desobediência tem uma paleta de cores frias, com predomínio de preto, branco e cinza – nem mesmo as cenas externas se passam em algum dia de sol-, de forma coerente com a narrativa de luto e reencontro de um amor perdido. A trilha sonora com ecos de filme de suspense reforça a tensão permanentes, enquanto figurino e direção de arte, por sua vez, reconstroem aquela mundo, pouco conhecido da maioria de nós, com simplicidade e eficácia.

Para além da forte ambientação, Desobediência é um filme de atores e, claro, da direção de atores. Rachel Weisz, como Ronit, expressa o espírito questionador e transgressor, tão condenadao naquela comunidade, com a simplicidade de uma pessoa comum no mundo urbano,Rachel McAdams, como Esti, tem o melhor arco dramático e o maior desenvolvimento como personagem, ao mostrar uma força de espírito e um desejo que explode depois de muito anos, e Alessandro Nivola, como Dovit, o Rabino e marido de Esti, constrói um personagem complexo, convicto de sua fé e de seus valores, porém justo e com dúvidas sobre o melhor caminho a seguir. Sempre pode parecer óbvio afirmar que é mais fácil interpretar personagens histriônicos do que personagens contido, mas, neste caso, vale a pena reafirmar essa premissa. Cada olhar, cada gesto, cada momento de quase explosão são de uma intensidade profunda e envolvente, com grande mérito do elenco e, é claro, do diretor Sebastián Lelio.

Desobediência trata do amor entre duas mulheres com sutileza, sem estereótipos. O amor de Rachel e Esti poderia ser o amor de qualquer pessoa. Um ótimo romance dramático, no qual Sebastián Lelio se consolida como um grande diretor de temas difíceis.

 

 

 

Not rated yet!

Disobedience

20181 h 54 min
Overview

A fotógrafa Ronit (Rachel Weisz) retorna para a cidade natal pela primeira vez em muitos anos em virtude da morte do pai, um respeitado rabino. Seu afastamento foi bastante abrupto e o reaparecimento é visto com desconfiança na comunidade, mas ela acaba acolhida por um amigo de infância (Alessandro Nivola), para sua surpresa atualmente casado sua paixão de juventude, Esti (Rachel McAdams).

Metadata
Director Sebastián Lelio
Writer
Author
Runtime 1 h 54 min
Release Date 27 abril 2018

Nota do Razão de Aspecto

 

O que você achou?

 
[Total: 1    Média: 5/5]