Assim é a Vida (2017) – Crítica
Assim é a Vida

Assim é a Vida deveria vir com um “não” antes do verbo. Com momentos extremamente artificiais o longa que se passa quase todo nos bastidores de um casamento. Lembra, pelo cenário e pelo absurdo, o nacional Os Parças, sendo justo, o francês tem mais méritos, não muitos….

Acompanhamos Max Angély (Jean-Pierre Bacri), um organizador de casamentos, na rotina de trabalho dele. A cena de apresentação do personagem é simplesmente patética. Fora da realidade pela movimentação dos personagens, ou seja, nos primeiros minutos a produção já se rompeu pra mim.

Assim é a Vida

Passado isso, temos a frenética corrida para montar um casamento. Quem já casou com uma festa de grandes proporções ou trabalha com isso terá uma identificação secundária forte. Mas para além do tema, temos apenas um amontoado de clichês.

É o noivo “vilão”, a noiva completamente inútil, o agregado trapalhão da equipe, a trabalhadora mais séria que não é tão séria assim, a velha tarada, o músico sem noção… enfim, é uma série de tipos (tem outros tantos) que entram e saem da tela só para compor um cenário cômico-exagerado-caótico.

A questão da imigração na França e as consequentes questões trabalhistas também dão as caras. O filme animado Minha Vida de Abobrinha abordou isso de forma muito mais inteligente. Aqui, apesar de fazer sentido para a história, soa mais como uma cota temática de um tema fervilhante lá do que de fato algo orgânico.

Assim é a Vida

As duas horas de filme pesam. Você sente o tempo muito por conta de uma certa redundância nas piadas, temas e cenário. Por mais que você ria aqui ou acolá dificilmente manterá a atenção 100% focada na totalidade do tempo.

O design de produção tem algum valor e a opção de se passar quase todo dentro da festa também, mas isso cria um confinamento pouco atraente para o tempo e o gênero do filme.

Os diretores de Assim é a Vida, os franceses Olivier Nakache, Eric Toledano, foram os responsáveis pelo mega sucesso Os Intocáveis, maior bilheteria da história do país. O sucesso também foi mundial, tanto que teve refilmagens nos EUA e na Argentina (Inseparáveis, que estreou no Brasil este ano).

Se lá o equilíbrio entre humor e drama é mais sóbrio e com personagens mais bem desenvolvidos, aqui temos um amontoado apenas. Não vi Samba, o outro filme deles, para saber se eles são Os Intocáveis ou Assim é a Vida

Not rated yet!

Le sens de la fête

Overview

Max (Jean-Pierre Bacri), um organizador de eventos por trinta anos, está prestes a realizar um grande casamento, mas acredita que tudo irá correr como o planejado. A equipe da festa, que será em um imponente castelo do século XVII, já foi selecionada por ele: garçons, cozinheiros, fotógrafo e músicos. Mas o que ele não imaginava era que, em uma noite repleta de emoções, algumas coisas sairiam do controle.

Metadata
Director Eric Toledano, Olivier Nakache
Writer
Author
Runtime
Country  France
Release Date 4 outubro 2017

Nota do Razão de Aspecto

 

O que você achou?

 
[Total: 0    Média: 0/5]