Os 3 Melhores Filmes de Julho de 2018

Melhores filmes de julho.

Nem a Copa do Mundo impediu o Razão de Aspecto de conferir os lançamentos nos cinemas brasileiros. Neste mês, temos filmes de ação, animação e dramas familiares.

Quer conhecer o pódio do mês? Antes, confira alista dos meses anteriores:

Melhores filmes de janeiro de 2018

Melhores filmes de fevereiro de 2018

Melhores filmes de Março de 2018

Melhores filmes de Abril de 2018

Melhores filmes de Maio de 2018

Melhores filmes de julho de 2018

Os dez melhores filmes de 2017

 

Não esqueça que esta é uma lista individual, e não editorial. Por isso, a nota da crítica pode n!ao corresponder à presença na lista, se foram escritas por autores diferentes.

E agora, vamos à lista do mês:

 

3- Missão Impossível: Efeito Fall Out

Missão Impossível: Efeito Fallout consegue encerrar alguns arcos, funcionar como fechamento de um ciclo e homenagear o passado da série. Ao mesmo tempo, demonstra que há ainda bastante fôlego e possibilidades para o futuro, limitado apenas pelo eventual (mas aparentemente distante) declínio físico de Tom Cruise com a idade. Mesmo com uma trama batida, Fallout é um dos melhores filmes de ação dos últimos tempos, e deixa a vontade de vermos mais missões, caso Ethan Hunt decida aceitá-las…

2-Ilha dos Cachorros

Ilha dos Cachorros é a nova animação do diretor Wes Anderson (Grande Hotel Budapeste, Moonrise Kingdom, O Fantástico Sr. Raposo). Muito além de um “esses cachorrinhos da pesada irão aprontar muitas confusões”, o longa traz diversas metáforas de temas históricos-culturais. Em meio a um visual acachapante, algo comum quando falamos de Wes Anderson, com cenários riquíssimos em detalhes (típico filme que vale muito rever para prestar atenção em tudo), há uma sensação de estarmos contemplando algo belo mesmo em meio a uma imundice. A mistura de elementos diferentes acrescenta um contraste raro. Cachorros-robôs, feridas carcomidas, brigas cartunescas, ritos japoneses, tudo no mesmo balaio e todos sob o guarda chuva de um deslumbrante trabalho de stop motion.

1- Custódia

O casal Miriam (Léa Drucker) e Antoine Besson (Denis Ménochet) acabar de se divorciar. Para garantir a proteção de seu filho do pai, que ela acusa de ser violento, Miriam pede a custódia exclusiva. O juiz, no entanto, acaba concedendo custódia compartilhada aos dois. Tomado quase como um refém entre seus pais. Custódia é um filme intenso, dramático, psicologicamente perturbador, bem dirigido e com excelentes atuações, Merece o lugar de melhor filme de julho.,

Posts relacionados
  • 24 maio 2016
  • 0
ALERTA: Esta crítica contém spoilers. Proceda à leitura por própria conta e risco. Confira a ficha técnica do episódio aqui     Nota do Razão de Aspecto:   ———————————————————————————————————————...
  • 24 mar 2017
  • 0
Nem só da Netflix vive o público que gosta de ver filmes em casa. Por melhor que seja maior serviço de streaming do mundo, nem todos...
  • 10 jan 2017
  • 0
A densidade das relações humanas  neste provável indicado ao Oscar Gênero: Drama Direção: Kenneth Lonergan Roteiro: Kenneth Lonergan Elenco: Casey Affleck, Lucas Hedges, Michelle Williams, Joe Chandler, Gretchen Mol,...