FESTIVAL DE SUNDANCE – DIA 6
 
Casais brigam, prisioneiros amam, índios são mortos 
e um favorito  desponta no dia 6 de Sundance!
 
 

BAND AID
EUA

Mostra competitiva de dramas americanos
A premissa de Band Aid é inteligente e instigante: um  casal monta um banda cujas letras são baseadas nas sua brigas, a fim de salvar o casamento. Tudo indicava um filme com boas músicas e um clima leve, como Mesmo se nadar der certo ou Sing Street. Infelizmente, Band Aid tem música de menos, e as poucas músicas são desinteressantes. Venderam gato por lebre. Apesar dessa decepção, o filme funciona como comédia, tem boas piadas e bons momentos dramaticos. Nota 3,5/5.

CARPINTEROS
República Dominicana
Mostra competitiva de dramas estrangeiro

 

Carpinteros, que concorre com o filme brasileiro na mostra de dramas estrangeiros, conta a história de um triângulo amoroso entre três presidiários. A comunicação é feita pelas frestas das grades dos presídios feminino e masculino, a 150 metros de distância, por meio de uma linguagem de sinais própria. Carpinteros é sobre amor, ciúme, liberdade, identidade e violência, com uma narrativa compassada e sensível na construção dos personagens centrais. E este é o grande ponto forte do filme: as gravações fora realizadas nos presídios verdadeiros, e o restante do elenco e  figurantes são os verdadeiros presidiários, o que deu ao filme, segundo o diretor, José Cabral, verossimilhança documental. Nota 5/5.

 

 

 


500 ANOS

EUA
PREMIÈRE de documentário



500 anos trata da questão do genocídio indígena na Guatemala. O tema é muito semelhante ao de Martírio, com suas especificidades, claro.  É um documentário de causa, importante e bem produzido. Nota 3,5/5.



SUEÑO EN OTRO IDIOMA 

México
Mostra competitiva de dramas estrangeiros

Sueño em otro idioma provavelmente será o vencedor do Festival nesta mostra. É um filme sobre amor, linguagem, memória, envelhecimento e sabedoria. Ernesto Contreras realizou uma obra de arte, capaz de mobilizar a plateia. Quando percebemos o que está em jogo, percebemos a complexidade da narrativa e a profundidade dos sentimentos envolvidos. Não farei comparação, porque certamente estragaria a experiência. Uma representação única do Realismo Fantástico no cinema. Nota 5/5.

Veja o vídeo do dia 6:

 

 

Quer mais da cobertura do Festival de Sundance 2017? Confira:

 

Conheça os sites e canais do Conexão Sundance:

 

 

Posts relacionados
  • 16 jan 2017
  • 2
Os Saltimbancos Trapalhões: Rumo a Hollywood (2017) é uma belíssima homenagem ao clássico de 1981. Gênero: Comédia Direção: João Daniel Tikhomiroff Roteiro: Mauro Lima Elenco: Alinne Moraes, Dedé Santana, Emilio...
  • 5 jan 2017
  • 0
  O Começo da Vida é essencial para quem tem filho ou quer ter.   O Começo da Vida esteve em cartaz em meados do...
Sundance
  • 25 jan 2018
  • 0
Passamos da metade do Festival de Sundance 2018, já estamos no 6º dia. O nosso enviado especial Maurício Costa viu 3 filmes: Beirut, Puzzle, Lord...