GAME OF THRONES – SEXTA TEMPORADA – EPISÓDIO 4: BOOK OF THE STRANGER (COM SPOILERS!)
ALERTAEsta crítica contém spoilers. Proceda à leitura por própria conta e risco.
Confira a ficha técnica do episódio aqui
Nota do Razão de Aspecto:
 
——————————————————————————————–
No quarto
episódio da temporada, confirmou-se aquilo que a estrutura narrativa dos
episódios anteriores indicava: a concentração da tensão dramática de Game of
Thrones nos núcleos da Muralha, de Winterfell e de King’s Landing, agora
reforçados, finalmente, pelo ressurgimento de Daenerys como uma das personagens
centrais.
Não é
coincidência que o melhor episódio da temporada não nos tenha levado ao núcleo
de Arya e ao de Bran. Desta vez, os roteiristas tomara a sábia de decisão de
concentrarem-se no desenvolvimento da tensão no Norte, com o reencontro de Jon
e Sansa (finalmente!), o ultimato de Ramsey, e a intervenção de Lord Baelish
para levar o exército dos Senhores do Vale rumo a Castle Black, para,
supostamente, proteger Sansa.
O cenário
que se desenha pode resultar em um dos episódios mais épicos da história do
seriado e, a depender da sua execução, da história da TV: a batalha dos
bastardos. De um lado, teremos Ramsay Bolton, com o apoio das maiores famílias
do norte, do outro lado, Jon Snow e Sansa, finalmente com sua ingenuidade
perdida, no comando dos Selvagens, o exército do Robin Arryn, Títere de Lord
Baelish, e, quem sabe, os Greyjoy, em busca de vingança por Theon.
Em King’s
Landing, a convergência de interesses entre os Lannister e os Tyrell poderá
resultar na abertura de um conflito duradouro e de grandes proporções, enquanto
Khaleesi recupera sue espaço na Baía dos escravos, ao unir o exército dos
Dothraki aos Imaculados.
Teremos,
portanto, três frentes de batalha, e o caos instalado em Westeros. Resta
sabermos quais serão as participações de Bran, para além das visões verdes como
recurso narrativo útil ao objetivo de fazer revelação sobre o passado de
Westeros, e de Arya, como uma assassina treinada e, supostamente, sem
identidade (mas quem acredita nisso)?
Com exceção
do assassinato de Lord Bolton pelo próprio filho, muito mal posicionada na
montagem dos episódios, e da já esperada ressurreição de Jon Snow, esta
temporada ainda não causou um grande choque no público. Fica a pergunta: quem
será a vítima da vez?  Eu, como todos vocês, quer ver Ramsey Bolton
derrotado, empalado, enforcado e esfolado.
E quem venha
a guerra.
Posts relacionados
  • 14 abr 2015
  • 0
Gênero: policial, drama, ação Direção: vários diretores Roteiro: Drew Goddard Elenco: Charlie Cox, Vincent D´Onofrio, Deborah Ann Woll, Elden Henson, Vondie Curtir-Hall, Rosario Dawson, Toby Leonard Moore,...
  • 22 abr 2017
  • 1
Está disponível na Netflix Brasil o poderoso e comovente documentário Tower, a respeito do primeiro ataque de assassinato em massa registrado nos Estados Unidos, na...
  • 1 jul 2016
  • 1
  Gênero: Comédia Direção: Ian SBF Roteiro: Fábio Porchat, Gabriel Esteves Elenco: Alexandre Ottoni, Anitta, Antonio Tabet, Fábio Porchat, Gregório Duvivier, João Vicente de Castro,...