OS 10 MELHORES FILMES DE 2015
Chegamos ao último dia do ano, e é chegada a hora de
divulgar a nossa já tradicional lista do TOP 10 2015! Este foi um ano em que a indústria cinematográfica nos premiou com grandes produções, alguns excelentes
filmes, algumas decepções e um número tão grande de filmes ruins que fica
até difícil tentar fazer uma lista dos piores do ano.
Nós, do Razão de Aspecto, assistimos a cerca de 110 filmes de 2015  neste ano que se despede no dia de hoje, considerando todos os filmes
vistos por mim, Maurício Costa, que humildemente redijo este texto, e por
Daniel Guilarducci. A briga pelas 10 primeiras posições foi dura – na primeira
versão, chegamos a 17 produções, depois, a 15 produções, para, finalmente,
alcançarmos os 10 premiados pela disputada posição (#sqn) no TOP 10 do nosso blog !
Como qualquer lista, sempre há um grau relevante de
subjetividade. Somos influenciados pelas nossas preferências de gênero, estilo
e estética, mas, como críticos, tentamos alcançar o maior nível possível de
objetividade. Apesar de termos elaborado um ranking, todos os filmes atingiram
a nota máxima na nossa avaliação (as “famosas” 5 estrelas de 5!),
portanto, a ordem dos filmes na lista é o menos importante.
Não podemos deixar de esclarecer os critérios para a
elaboração da lista. Achismo? Chute? Memória Curta? Mau gosto? Todos eles
somados? Nada disso, nossa lista se fundamentou nos seguintes princípios:
a) consideram-se somente filmes produzidos em 2015;
b) consideram-se somente filmes lançados comercialmente no
Brasil até hoje, dia 31 de dezembro de 2015;
c) consideraram-se filmes de todas as origens geográficas,
línguas, gêneros e temas.
O grande efeito colateral dos nossos critérios de avaliação
é a exclusão dos filmes que disputaram o Oscar 2015. Infelizmente, esses filmes
são produções de 2014 que foram lançadas comercialmente, no Brasil, apenas no
primeiro trimestre deste ano. Mas não fique triste, se você quiser saber nossa
opinião sobre os filmes do Oscar 2015, o Razão de Aspecto fez críticas sobre
todos eles, que podem ser encontradas aqui!
Sem mais delongas, vamos, finalmente, ao nosso TOP 10.
Opinem, comentem, discordem, indiquem a sua lista dos melhores filmes de 2015.
Depois de publicada, a lista é de vocês, leitores, e esperamos que seja útil. 

—————————————————————–
10- A CORRENTE DO MAL
 
 
Um filme de terror entre os melhores do ano é uma surpresa
mesmo para nós, mas a Corrente do Mal fez por merecer. Trata-se de um filme
inteligente, angustiante, original e, ao mesmo tempo, familiar. Direção,
fotografia, montagem entregam ao público um filme de alto nível, a grande
surpresa de 2015.
9- DIVERTIDA MENTE
 
 
Há muito tempo, a Pixar não lançava um filme marcante como
Divertida Mente. Esta é uma animação cuja trama é profunda para os adultos,
divertida para as crianças e envolvente para todas as gerações. O filme tem
qualidade para disputar o Oscar de melhor filme, e não somente do de melhor
animação. Apesar de não termos os dons dos profetas, ousamos afirmar que
Divertida Mente vai ser tornar um clássico do cinema.
Leia nossa crítica aqui.
8- PERDIDO EM MARTE
 
 
Quando ninguém esperava muita coisa de Ridley Scott, o
premiado diretor lança Perdido em Marte, um filme despretensioso, divertido,
dramático e inteligente, que é tudo aquilo que Interestelar tentou ser e não
conseguiu. Matt Damon está sensacional como protagonista. Perdido em Marte
deve marcar presença em diversas categorias do Oscar 2016.
7- PONTE DOS ESPIÕES
 
 
Ponte dos Espiões é mais um retorno triunfal de um talentoso
e premiado diretor aos grandes filmes. Steven Spielberg realizou um trabalho
espetacular neste drama de época, apoiado pela atuação impecável de Tom Hanks.
Ponte dos Espiões também deverá marcar presença em diversas categorias do Oscar
2016.
6- BEASTS OF NO NATION
 
 
O Netflix estreiou na produção de longas metragens de ficção
com o emblemático Beasts of no Nation, escrito e dirigido por Cary Fukunaga,
criador de True Detective.  Trata-se de
um filme denso, tenso, dramático e revelador, apoiado por uma atuação de tirar
o fôlego de Idris Elba. Não por acaso que o ator é considerado um dos favoritos
à indicação ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante.
5- QUE HORAS ELA VOLTA?
 
 
Estamos muito orgulhosos de afirmar que não é preciso
“forçar a barra” para que, todos os anos, tenhamos um filme
brasileiro na lista dos 10 melhores filmes. Que Horas ela Volta? é um filme
tocante e muito verdadeiro sobre a nossa sociedade, mas, ao mesmo tempo, é sutil.
O trabalho de direção é seguro, e as atuações de Regina Casé e Camila Márdila
renderam à dupla o prêmio compartilhado de Melhor Atriz no Festival de Sundance
2015.
Leia a nossa crítica aqui.
4- STAR WARS – O DESPERTAR DA FORÇA
 
 
Se o fã que vive dentre de nós prevalecesse, Star Wars – O Despertar da Força seria o melhor filme de 2015, mas dentro de nós também vive
o crítico, e o quarto lugar é mais que justo para o filme mais esperado de
todos os tempos. J.J Abrams recuperou a saga para os fãs e conseguiu dar início
a uma nova geração de admiradores da criação de George Lucas. Direção
talentosa, efeitos visuais e práticos maravilhosos e atuações impactantes – as
melhores de toda a saga – tomar Star Wars um dos melhores filmes do ano! Não à
toa Harrison Ford é cogitado a disputar a estatueta de Melhor Ator Coadjuvante.
Daisy Ridley merecia consideração ao prêmio pelo seu trabalho, mas duvido que
se concretize.
Leia a nossa crítica aqui.
Assista ao nosso videocast aqui.
3- SICÁRIO
 
 
Denis Villeneuve nunca decepciona (espero não queimar a
língua, neste caso, os dedos, no futuro com essa afirmação), por isso já se
tornou um frequentador do nosso TOP 10 anual. Sicário é um suspense denso,
tenso e consistente, apoiado na direção competente, na fotografia, e nas
atuações dignas de prêmio de Emily Blunt e Benicio Del Toro. Infelizmente, são
apenas 5 vagas para cada categoria de atuação no Oscar… Veremos! Sicário é
uma aula de cinema de qualidade.
2- MAD MAX: ESTRADA DA FÚRIA
Quando fui ao cinema para assistir à Mad Max, não tinha
ideia de que seria uma experiência ímpar na minha vida. Como filme de ação e/ou
Ficção Científica, Mad Max supera Star Wars, embora rivalize nos efeitos
visuais. Quem viu jamais esquecerá o guitarrista com a guitarra cospe fogo nas
batalhas, além da inteligência dos enquadramentos e da verossimilhança daquele
mundo resultante da escolha dos efeitos práticos. Mad Max também deverá marcar
presença no Oscar 2016, para além da disputa com Star Wars e Jurassic World do
Oscar de Melhores Efeitos Visuais.
Leia a nossa crítica aqui.
1- EX MACHINA
 
 
Para a surpresa de muitos e a alegria de alguns, o melhor
filme do ano não é um blockbuster, mas, sim, um suspense psicológico de deixar
qualquer ser humano grudado na cadeira do início ao fim do filme. O roteiro de
Alex Garland e sua estreia na direção resultaram na grande surpresa do ano: um
filme que ecoa Ela, de Spike Jonze, porém, vai mais fundo na análise da relação
entre homem e máquina, no alcance da inteligência artificial e de suas consequências.
O trio principal de atores, formado por Alicia Vikander, Doonham Glesson e
Oscar Isaac (por acaso, dois atores que também estão em Star Wars – O Despertar
da Força), têm química e realizam um trabalho para além da adjetivação. Oscar
Isaac, por sua vez, levou às telas de cinema uma das melhores cenas do cinema,
em 2015 – a famosa dança! Este filme é uma experiência psicológica muito forte.
—————————————————————–
O Razão de Aspecto deseja a todos um feliz 2016 e que
continuem acompanhando nossas críticas no terceiro ano de atividade!
Tags:
  • a minha lista bateu com a de vocês em vários nomes. Não vi "Ex Machina" e nem "Corrente do Mal". De resto vi todos… e só não concordo com Sicário. Uma dica: coloquem algumas menções honrosas, sei lá: 2 nomes de cada um. Assim contempla alguns que não entraram no top 10…
    Eis então a minha (vou considerar, tal como vocês, para a minha lista os filmes pós-Oscar):

    10- Ponte dos Espiões. – é muito focado no roteiro, então pode ser um pouco cansativo pra alguns. Há uma certa tendência para o lado americano, como não poderia deixar de ser, mas menos que em outros filmes. Forte candidato ao Oscar de ator coadjuvante e roteiro. Acho que pode pintar também indicação para ator, direção e montagem (edição).

    9- A Travessia – o começo é um pouco fraco, apesar de poético. Mas o arco final é genial, muito imersivo. O 3D funciona bem na parte da travessia. E para os mais sensíveis à altura não é recomendável

    8- 45 Anos – é uma obra de arte espetacular. Mas não é um filme “pipoca”, tem que ir no espírito da coisa. O ritmo pode desagradar muitos. Vale Oscar de melhor atriz aqui (filme pouco conhecido e meio "tênis verde" , mas muito bom).

    7 – No Coração do Mar – é um filme obrigatório para ver no cinema. A imagem na telona faz muita diferença na experiência. O 3D está bem utilizado (não chega no nível de “Avatar”, “Hugo” e “A travessia”, mas é muito bom). Primor técnico e com alto nível de entretenimento. Acho que vale indicação ao Oscar nas categorias mais técnicas. Recomendo muito, algo raro em adaptações literárias. Superou, e muito, as minhas expectativas.

    6- Beast of no Nation – É um filme poeticamente pesado (bem na linha do trecho que coloquei no começo), o tom não é aliviado em momento algum. A atuação do brilhante menino Abraham Attah, o Agu, não parece uma atuação, mas sim que ele está vivendo tudo aquilo, o que reforça ainda mais o drama do filme. Já Idris Elba, o Comandante, é um personagem dúbio: paternal e aterrador, com presença muito forte. Ambos estão incríveis aqui, juntos ou separados você compra as verdades daqueles dois atores.

    5- Que horas ela volta – produção nacional muito degraus para além do que costumamos ver aqui. Posicionamento de câmeras, roteiros, personagens e talvez com uma das cenas que ser tornará uma das mais icônicas do nosso cinema.

    4- Perdido em Marte -uma ode à ciência sem utilizar de um ar professoral chato, pelo contrário: o filme tem um ótimo senso de humor – talvez o melhor filme de "comédia".

    3- Divertidamente – quase um tratado de psicologia, filme que será lembrado por muitos anos. Uma das melhores, talvez a melhor, animação da Pixar. Diversos elementos que merecem destaque, mas fico aqui com o "amigo imaginário" e tudo que ele representa. A piada sobre fatos e opiniões é qualquer coisa de sensacional

    2- Star Wars – filme com um peso gigantesco nas costas, de se equiparar à trilogia clássica e recuperar a cagada da nova, mas que atinge, e supera, as expectativas. Uma homenagem a que a série tem de melhor e ainda conseguindo seguir em frente para contar uma nova história.

    1- Mad Max -revitalizou a franquia e para muitos é o melhor filme do ano. Aspectos técnicos impecáveis te colocando naquele universo insano de uma forma muito peculiar. Uma das melhores fotografias que eu vi recentemente (o quê é aquela cena da tempestade de areia…)

  • Pingback: A Vigilante do Amanhã perdeu o fantasma não só no título. — Razão : de : Aspecto()

Posts relacionados
Cinquenta Tons de Liberdade
  • 3 mar 2018
  • 3
Fevereiro um dos melhores meses do ano para os cinéfilos. Como é pré-Oscar, diversos filmes excelentes chegam em cartaz, mas como a vida não são...
  • 9 fev 2015
  • 0
Gênero: Drama Direção: Richard Linklater Roteiro: Richard Linklater Elenco: Andrew Villarreal, Bonnie Cross, Charlie Sexton, Elijah Smith, Ellar Coltrane, Ethan Hawke, Jamie Howard, Libby Villari,...
  • 17 set 2017
  • 4
50º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro começou a todo vapor. O Razão de Aspecto já conferiu todos os 14 filmes exibidos, encontrou celebridades e...